Futurália é um evento que “respira vida” segundo Marcelo Rebelo de Sousa

//Futurália é um evento que “respira vida” segundo Marcelo Rebelo de Sousa

A 10ª edição da maior feira de educação, formação e empregabilidade do País recebeu cerca de 80 mil visitantes, um número que reflete a importância do evento no panorama nacional da educação

A edição deste ano da Futurália, que decorreu no na FIL, entre os dias 29 de Março e 1 de Abril, registou a visita de 79.573 mil pessoas, um número que ultrapassa os registos na edição anterior e que estabelece um novo recorde de visitas naquela que é a maior Feira de Educação, Formação e Empregabilidade do país. A 10ª edição da Futurália foi inaugurada oficialmente pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o que demonstra a importância da educação e qualificação para Portugal.

Nesta 10ª edição da Futurália foram 550 as entidades a marcar presença, um número que representa também um acréscimo de quase 10% em relação ao ano anterior, com destaque para o reforço da participação de universidades e institutos politécnicos internacionais em representação de 20 países. A realçar ainda o número de visitas de estudo programadas pelas escolas que levaram à Futurália milhares de estudantes de norte a sul do país, acompanhados pelos seus professores.

Para Alzira Ferreira, Diretora da Futurália, o crescente aumento de visitantes que se tem vindo a registar de ano para ano deve-se à constante preocupação de acrescentar mais qualidade e diversidade em cada edição, “todos os anos trabalhamos para proporcionar a quem nos visita um evento que alie a apresentação de uma oferta formativa completa e de qualidade, com uma componente lúdica e de animação. O nosso objetivo é que a Futurália seja um espaço onde se promove o debate, a partilha de ideias e de experiências, e que de facto se assume como uma ajuda para quem procura na Feira uma direção para o seu futuro. E sentimos um enorme orgulho quando nos chegam histórias de pessoas que nos dizem que decidiram o seu futuro numa visita à Futurália, é um claro sinal de que estamos no caminho certo”.

 Marcelo Rebelo de Sousa afirma que este é um “evento que respira vida”

Acompanhado pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, pelo Presidente da Fundação AIP, Jorge Rocha de Matos, e pelo Presidente do Conselho Estratégico da Futurália, Eduardo Marçal Grilo, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve durante toda a tarde na FIL, no primeiro dia da Futurália, mostrando a energia de um “evento que respira vida”, junto de todos aqueles que se cruzavam com a comitiva oficial. Durante a visita pelos dois pavilhões da Futurália, Marcelo Rebelo de Sousa foi garantindo aos jovens que “estão no sítio exacto. Aqui é que se começa a preparar o futuro”, acrescentando que esse futuro começa na educação.

Fórum Futurália 2020

A “Indústria 4.0 – Aprender, Trabalhar e Competir“ foi o mote principal com a realização de um Fórum que promoveu o debate e reflexão sobre a emergência de um novo paradigma na educação, formação e empregabilidade sustentado na indústria 4.0 e na transformação digital.

O Fórum Futurália 2020 debateu durante dois dias a INDÚSTRIA 4.0, no que se refere às suas implicações e desafios na ”Educação e formação, emprego e juventude”. Este Fórum foi antecedido de Workshops temáticos “Aprender”, “Trabalhar”, “Competir e cooperar” que se realizaram no dia 30 de Março, cujas reflexões e contribuições foram objecto de debate no Fórum do dia 31. Estiveram envolvidos os parceiros sociais, tendo em conta a sua capacidade de influenciar muitas das orientações e políticas, e bem assim as demais partes interessadas a nível nacional e internacional, nomeadamente a participação dos parceiros do projeto SOLID – South Social Med, relacionado com o diálogo social e as relações euro-mediterrânicas, envolvendo Marrocos, Tunísia e Jordânia. Membros do governo, de instituições portuguesas e europeias, e um conjunto de especialistas usaram da palavra debatendo e colocando questões nos diferentes painéis. O encerramento destes dois dias de reflexão e debate foi feito pela secretária de estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Fernanda Rollo.

Durante o certame não faltaram os workshops e as conferências, com realce para a DreamConf – a Conferência do Sonhadorismo e para a Conferência Anual do Gap Year, que mereceram especial atenção por parte de alunos e professores, e ainda muitas atividades lúdicas, teatro, música, desporto, que animaram os jovens que ao longo de quatro dias passaram pelos pavilhões 3 e 4 da FIL.

Encerrada a Futurália 2017, a organização, em conjunto com os seus parceiros, está já a trabalhar na edição 2018, que promete estar à altura dos desafios relacionados com as constantes mudanças tecnológicas, económicas, sociais e culturais com que nos deparamos nos diversos sectores, nomeadamente no sector da educação.

2018-01-18T10:45:47+00:00