Início/The Man

About The Man

Este autor ainda não preencheu nenhum detalhe.
So far The Man has created 59 blog entries.

A BTL regressa com a ambição de promover a rápida retoma do sector do Turismo

Lisboa, 22 de fevereiro de 2022 – Promovida pela Fundação AIP, a 33ª edição da BTL pretende reforçar o seu estatuto de maior evento de turismo em Portugal, contribuindo de forma decisiva para retoma deste importante sector da economia nacional. Para tal, nesta edição, a BTL irá apresentar inúmeras novidades e novos sectores, como a inovação, cultura, enoturismo e turismo de natureza, bem como um programa de buyers internacionais, organizado em parceria com o Turismo de Portugal e TAP, que conta já com uma forte adesão dos principais players do sector.

Assim, a BTL procura oferecer um espaço único de mostra, negócio e network onde durante cinco dias, profissionais e público têm a oportunidade de conhecer tendências, serviços e produtos nacionais e internacionais no sector do TURISMO. Para o público, é já incontornável o pacote de ofertas promocionais postos à disposição, permitindo às famílias adquirir as suas férias com os melhores descontos.

A aposta no Enoturismo e no Turismo de Natureza terá este ano uma área dedicada aos sete geoparques portugueses, dando continuidade a áreas vitais como a BTL Cultural em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian e à BTL Lab, espaço que já se tornou uma referência do evento.

De realçar ainda que a aposta no Enoturismo nesta edição se deve à importância crescente desta esfera no contexto global do turismo no nosso país, pretendendo-se aprofundar o conhecimento sobre este sector, através da divulgação de regiões, marcas, castas, rostos e projectos, elementos que o dotam de uma capacidade única para atrair mais e melhores turistas ao nosso país.

Igualmente a aposta na BTL Natureza pretende dar a conhecer a biodiversidade nacional e o potencial das regiões que integram os geoparques. A BTL Cultural apresentará uma programação própria, com temas relevantes para os profissionais do setor do turismo e dos equipamentos culturais. Nos dias dedicados ao público, cada entidade cultural presente foi convidada a realizar acções próprias para este target.

No que respeita à BTL LAB, um espaço dedicado à divulgação de empresas que actuam no sector da Inovação no Turismo, para além de mostra de Startups, o LAB é um importante palco de debate, tendências e troca de experiências sob o tema da inovação e da tecnologia e que nesta edição ocupa uma área de 2000 m2, no Pavilhão 3 . A dinamização desta área está a cargo do NEST- Centro de Inovação do Turismo de Portugal

O programa de conferências deste ano apresenta temas desafiantes nomeadamente como o “Smart and Green Tourism”, “Inovação: tendências que estão a transformar o Turismo”, “Inovação Digital: Visão estratégica para o desenvolvimento do negócio” (17 de Março) ou “O Novo Viajante”, entre outras dedicadas às novas tendências do sector do Turismo.

Está confirmada a presença de entidades regionais de Turismo, agências de viagens, operadores turísticos, hotelaria, transportes, as mais representativas associações do sector, entre outros, que vão animar a maior feira de Turismo nacional com diversas actividades desde sorteios, passatempos, mostra de produtos, gastronomia, provas de vinhos, pacotes de viagens, alojamento e muito mais.

Porque a BTL, para além de todo o movimento profissional nos primeiros três dias, também é um espaço de convívio para as famílias, destaca-se o Kids Route, um programa especial para as crianças dos 6 aos 12 anos descobrirem Portugal pelos caminhos da feira. Durante o fim-de-semana, várias entidades e empresas vão desafiar a criatividade dos mais novos através de jogos didácticos, interativos, quizzes, oferta de brindes, pinturas, entre muitas outras surpresas.

A par da mostra de locais, gastronomia e destinos a BTL é também uma excelente oportunidade para planear as férias, sejam de curta ou de longa duração. Esta edição da feira irá contar com a presença de destinos nacionais, oferta de norte a sul e mais de 60 destinos internacionais, com propostas para experiências únicas, campanhas de reservas e promoções. Inúmeras razões para visitar e descobrir o que Portugal e o mundo têm para oferecer.

Para informações de horários e bilhetes – www.btl.fil.pt

Para aceder aos pavilhões apenas será obrigatória a utilização de máscara –  Condições de Acesso

A BTL regressa com a ambição de promover a rápida retoma do sector do Turismo2022-04-01T11:12:10+01:00

Fundação AIP e Placegar celebram parceria para a gestão e exploração do Parque de Estacionamento da FIL

O Grupo Fundação AIP, proprietário da FIL – Centro de Exposições e Congressos de Lisboa, localizada no Parque das Nações, celebrou uma parceria de longa duração com a Placegar – Gestão de Estacionamentos, para a gestão e exploração do Parque de Estacionamento da FIL.

Esta parceria vem reforçar e alavancar o nível de serviço oferecido aos utentes, integrando o estacionamento com os restantes serviços da FIL e alargando as opções de acesso, pagamento e melhoria significativa da imagem e conforto do estacionamento. Para esse efeito, serão realizados investimentos significativos no Parque de Estacionamento, tanto em equipamentos como em melhorias nas infraestruturas.

A FIL localiza-se numa zona privilegiada da cidade de Lisboa, junto ao rio Tejo e a 5 minutos do aeroporto e da Estação do Oriente, que faz a ligação ao centro da cidade. Rodeada por excelentes hotéis, restaurantes e zonas comerciais e culturais, a FIL ocupa uma área global de 101.000 m2, incluindo 4 pavilhões que acolhem todo o tipo de eventos, um pavilhão multiusos e um centro de reuniões.

O edifício dispõe ainda de um parque de estacionamento subterrâneo com 830 lugares, localizado no Piso -1, com duas entradas, uma a Norte (junto à Praça Sony) e outra a Sul (Rua do Bojador) e com acesso direto aos pavilhões.

A Placegar é uma empresa 100% portuguesa, fundada em 2003, completamente orientada para a conceção, construção, gestão e exploração de parques de estacionamento. É proprietária de alguns Parques em Lisboa e tem vindo a incrementar o seu portfólio de clientes. Com este novo contrato de concessão vem confirmar o crescimento registado nos últimos anos e consolidar a sua presença na zona do Parque das Nações, em Lisboa.

Fundação AIP e Placegar celebram parceria para a gestão e exploração do Parque de Estacionamento da FIL2021-12-13T13:38:13+01:00

Grupo Fundação AIP estabelece acordo de cooperação com o Grupo Rangel

Grupo Fundação AIP estabelece acordo de cooperação com o Grupo Rangel

A Lisboa FCE, entidade da Fundação AIP, gestora de dois dos maiores e mais importantes centros de eventos em Portugal, nomeou a Rangel Logistics Solutions, como operador logístico oficial da Feira Internacional de Lisboa (FIL) e do Centro de Congressos de Lisboa (CCL).

“Para o Grupo Fundação AIP é um gosto desenvolver esta cooperação com o Grupo Rangel, uma vez que representa o esforço conjunto de duas organizações portuguesas que se entreajudam, servindo as empresas portuguesas e as estrangeiras no fenómeno sequencial de internacionalização da economia portuguesa”, refere o Presidente da Fundação AIP, Jorge Rocha de Matos.

Grupo Fundação AIP estabelece acordo de cooperação com o Grupo Rangel2021-11-18T03:41:43+01:00

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO ANTIGO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, DR. JORGE SAMPAIO

O Grupo Fundação AIP lamenta profundamente o falecimento do antigo Presidente da República, Dr. Jorge Fernando Branco de Sampaio, personalidade de grande destaque da vida política portuguesa e Homem com um nobre caráter humanista.

O Dr. Jorge Sampaio teve um papel relevante na História mais recente de Portugal, pelo seu fundamental contributo para a Liberdade, a Democracia e o Progresso do nosso País rumo à modernidade, e permanecerá, indelevelmente, na memória de todos os Portugueses como um Homem lutador pelas causas nobres e de uma visão política esclarecida sobre os caminhos para o desenvolvimento de Portugal no contexto europeu e mundial.

O Dr. Jorge Sampaio teve sempre uma estreita cooperação institucional com o Grupo Fundação AIP, na sua qualidade de Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, como importante impulsionador, através do seu atento acompanhamento da visão estratégica da nossa Instituição sobre os benefícios importantes que o setor dos congressos e das feiras comerciais representa para a cidade de Lisboa e para Portugal, consubstanciado nos projetos da transformação da antiga Fil no Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira e do Centro de Exposições e Congressos de Lisboa (Nova FIL), que viria a ser inaugurado, pelo Dr. Jorge Sampaio, na qualidade de Presidente da República, a 13 de março de 1999, no Parque das Nações, em Lisboa.

O Grupo Fundação AIP, como herdeiro do grande legado histórico da Associação Industrial Portuguesa, no âmbito empresarial, uma vez que continuou a desempenhar as funções de promoção da atividade económica e empresarial que aquela entidade iniciou em 1837, no campo das feiras, congressos e outros eventos, sofreu, igualmente, uma perda irreparável com o falecimento do Dr. Jorge Sampaio, seu Presidente Honorário, título atribuído a 1 de fevereiro de 2007, pela sua defesa “dos mais altos valores da livre iniciativa privada e da economia de mercado, da democracia política, da justiça, da estabilidade social e do multiculturalismo”.

Aos seus familiares, o Grupo Fundação AIP apresenta as suas sentidas condolências pela perda desta notável personalidade que marcou a vida dos Portugueses e a História de Portugal.

Jorge Sampaio era um GRANDE SENHOR. Portugal perdeu um grande HOMEM.

Jorge Rocha de Matos

Presidente do Grupo Fundação AIP

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO ANTIGO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, DR. JORGE SAMPAIO2021-09-10T12:37:38+01:00

O CCL – Centro de Congressos de Lisboa e a FIL – Centro de Exposições & Congressos de Lisboa foram os primeiros espaços dedicados aos eventos em Portugal e receber o selo “Safe Travels”.​

O selo “Safe Travels” certifica destinos e espaços que cumprem regras de higiene.

O CCL e a FIL são os primeiros centros de congressos, reuniões, exposições e eventos em Portugal a receber o selo“Safe Travels”, que reconhece um compromisso com a segurança.

A distinção, atribuída pelo World Travel & Tourism Coucil (WTTC), pretende certificar espaços dedicados aos eventos (Venues) que cumprem regras de higiene e segurança, transmitindo confiança aos participantes e visitantes.

Este reconhecimento surge após a análise das medidas implementadas relativas ao COVID-19. Para a WTTC, estes dois espaços cumprem as regras para que todas as pessoas “estejam em segurança e se sintam em segurança”.

De realçar que os protocolos emitidos pela WTTC são elaborados segundo as directrizes da OMS – Organização Mundial de Saúde e da CDC – Centers for Disease Control and Prevention.

Este prémio vem consolidar a nossa posição de líder no sector da Meetings Industry, premiando o esforço feito por todas as nossas equipas no âmbito da implementação  de um conjunto de normas que visam repor os níveis de confiança e segurança para os nossos colaboradores, clientes e visitantes.” – afirma o Jorge Rocha de Matos, Presidente da FUNDAÇÃO AIP, entidade detentora do CCL e da FIL.

O CCL – Centro de Congressos de Lisboa e a FIL – Centro de Exposições & Congressos de Lisboa foram os primeiros espaços dedicados aos eventos em Portugal e receber o selo “Safe Travels”.​2020-06-11T15:33:40+01:00

Entrevista de Rocha de Matos ao Dinheiro Vivo: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo

A Fundação AIP é a proprietária de dois dos maiores espaços de realização de congressos e feiras em Lisboa – a FIL e o Centro de Congressos da Junqueira – e tem a seu cargo a organização de eventos, uma das áreas do setor turístico mais afetadas pela crise da pandemia. Rocha de Matos fala sobre os desafios do setor e da Fundação AIP.

Clique aqui para aceder à entrevista do Presidente da Fundação AIP ao Dinheiro Vivo

Entrevista de Rocha de Matos ao Dinheiro Vivo: IVA devia ser de 6% em todos os eventos para ajudar o turismo2020-06-08T11:44:10+01:00

FUTURÁLIA 2020 CANCELADA: FUTURÁLIA 2021 JÁ TEM DATA: 17 A 20 DE MARÇO

A Fundação AIP, enquanto entidade organizadora da Futurália, vem comunicar a todos os seus expositores, parceiros e visitantes, que devido à situação mundial que se vive atualmente com a pandemia do COVID-19 e seguindo as recomendações da DGS – Direção Geral de Saúde e da OMS – Organização Mundial de Saúde, entendeu cancelar a Futurália 2020, que estava prevista realizar-se de 13 a 16 de maio, na FIL – Feira Internacional de Lisboa.

Esta decisão resulta igualmente do comunicado do Governo, através do Decreto-Lei n.º 10 -A/2020, de 13 de março, que tendo aprovado um conjunto de medidas excepcionais e temporárias relativas à situação epidemiológica da doença COVID -19, entre as quais a suspensão das actividades lectivas e não lectivas presenciais, impossibilita não só a realização das habituais visitas de estudo como também, a participação e o envolvimento dos jovens e estudantes na Futurália 2020.

Como tal, após a auscultação de diferentes entidades e parceiros do evento, procedeu-se ao cancelamento da Futurália 2020 nesta data, existindo a certeza de que, no próximo ano, estarão reunidas todas as condições para a sua realização.

Assim, a organização informa que a Futurália 2021 se realizará de 17 a 20 de março, na FIL- Feira Internacional de Lisboa.

Conscientes do impacto desta decisão, não podemos deixar de agradecer mais uma vez, todo o apoio, compreensão e disponibilidade que nos foi manifestado pelos nossos clientes e parceiros. Estamos confiantes que, em conjunto, não só ultrapassaremos as dificuldades como seremos capazes de dar continuidade e manter o reconhecimento da Futurália como o maior evento de educação, formação e empregabilidade em Portugal.

FUTURÁLIA 2020 CANCELADA: FUTURÁLIA 2021 JÁ TEM DATA: 17 A 20 DE MARÇO2020-04-25T09:28:07+01:00

PORTUGAL ECONOMIA SOCIAL 2020 REMARCADO PARA 2021: DIAS 26 E 27 DE MAIO

A Fundação AIP, enquanto entidade organizadora do Portugal Economia Social informa que devido à situação mundial que se vive atualmente com a pandemia do COVID-19 e seguindo as recomendações da DGS – Direção Geral de Saúde e da OMS – Organização Mundial de Saúde, entendeu cancelar o Portugal Economia Social 2020, que estava previsto Save realizar-se de 13 a 14 de maio, no Centro de Congressos de Lisboa.

Esta decisão funda-se igualmente na necessidade que os agentes que operam no sector da economia social terem de estar absolutamente concentrados e disponíveis para prestar o apoio necessário, nomeadamente aos mais vulneráveis, na decorrência da pandemia do COVID-19.

Como tal, depois de auscultados os expositores e parceiros do evento, procedeu-se ao cancelamento do evento, existindo a certeza de que, no próximo ano, estarão reunidas todas as condições para a sua realização.

Assim, a organização informa que o Portugal Economia Social 2021 se realizará dias 26 e 27 de maio, no Centro de Congressos de Lisboa.

Conscientes do impacto desta decisão, não podemos deixar de agradecer todo o apoio que nos foi manifestado pelos expositores e parceiros do Portugal Economia Social e estamos confiantes que, em conjunto, será possível organizar um evento ainda mais decisivo para a promoção e realização de negócios no setor da economia social.

PORTUGAL ECONOMIA SOCIAL 2020 REMARCADO PARA 2021: DIAS 26 E 27 DE MAIO2020-04-08T11:00:00+01:00

PORTUGAL SMART CITIES SUMMIT TEM NOVAS DATAS

DE 22 A 24 DE SETEMBRO, NA FIL

O evento que reúne os principais players para debater o futuro das cidades inteligentes foi adiado para os dias 22, 23 e 24 de setembro, na FIL

Lisboa, 2 de abril de 2020 – A Fundação AIP, entidade organizadora das feiras da FIL – Feira Internacional de Lisboa, anuncia o adiamento do Portugal Smart Cities Summit, o evento que debate o futuro dos vários setores que compõem as cidades inteligentes, para 22 a 24 de setembro de 2020, na FIL.
Com previsão de se realizar de 6 a 8 de Maio de 2020, mas devido às circunstâncias atuais com impacto mundial, e seguindo as indicações da DGS – Direção Geral de Saúde e da OMS – Organização Mundial de Saúde, a Fundação AIP decidiu, em concordância com os parceiros deste evento, adiar a sua realização para uma altura que se espera mais favorável para a organização de eventos.
Assim, e após contatos estabelecidos com os parceiros e expositores do Portugal Smart Cities Summit, identificou-se o mês de setembro como o mês que constituía uma oportunidade alternativa à data habitual do evento, sendo assim possível reunir os players do setor, como as grandes empresas, startups, municípios, entidades académicas e de investigação e entidades públicas, com vista ao debate das Smart Cities do futuro. Em 2020 o evento tem enfoque na internacionalização e na saúde e bem-estar das populações nas cidades.
Com esta nova data ficam, assim, asseguradas melhores condições para o restabelecimento das dinâmicas de negócios e de promoção de produtos e serviços e igualmente para a participação de visitantes e oradores nacionais e internacionais.

PORTUGAL SMART CITIES SUMMIT TEM NOVAS DATAS2020-04-08T10:53:58+01:00

“Queremos fazer do Portugal Smart Cities Summit um projecto de dimensão internacional”

Quem o diz é o Presidente da Fundação AIP, Jorge Rocha de Matos, no debate de lançamento do evento moderado pelo Director do Expresso, Pedro Santos Guerreiro, que decorreu dia 20 de Fevereiro, pelas 15h30, na Fundação AIP. O Portugal Smart Cities Summit parte do renaming do evento Green Business Week que este ano sofreu um upgrade qualitativo, tanto ao nível de conteúdos como dos intervenientes/empresas presentes.

Jorge Rocha de Matos começou por referir a importância das parcerias na dimensão qualitativa do evento “Se escolhermos os parceiros certos é possível criar algo de dimensão internacional. Esta é uma cruzada muito importante na modernização do país”.

De 11 a 13 de Abril, ao Centro de Congressos de Lisboa convergirão municípios, empresas, startups, agentes individuais e o meio académico, tudo no mesmo espaço com o único propósito de debater o futuro das nossas cidades. Entre sessões de networking, talks e pitchs, haverá conferências de financiamento e análise de dados, com o cunho da Comissão Europeia.

O objectivo de colocar Portugal no mapa das smart cities é ambicioso mas tem todos os indicadores para ser uma aposta de sucesso, rivalizando com Espanha e França nas iniciativas que se fazem neste âmbito. Miguel Eiras Antunes coordena na Deloitte as equipas dedicadas ao “Future of Mobility” e ao “Future of Cities” e é acérrimo defensor do trabalho já realizado pelos municípios e empresas portuguesas, inclusive a nível global: “É preciso racionalizar o que de bom se faz em Portugal e leva-lo lá para fora. Já assisti a exemplos de projectos de municípios portugueses a serem mostrados globalmente, ao lado de estados como por exemplo Nova Iorque e Califórnia.” Remata dizendo que já há “projectos de excelência feitos em Portugal”.

 

Mobilidade é o tema central do Portugal Smart Cities Summit

A área da mobilidade é o tema central do PSCS 2018 e é também, na opinião geral, a que mais se desenvolverá em Portugal nos próximos anos. Projectos de Drive Now, soluções partilhadas de bicicletas, aplicações de boleias partilhadas, aplicações de soluções multimodais, tudo isso já se vê um pouco por todo o país.

Ainda assim é importante esclarecer que o PSCS não é dedicado apenas às grandes cidades: “É importante reiterar que não falamos apenas de grandes cidades”, refere o CEO da Altice, Alexandre Fonseca, deixando claro que o conceito de smart cities “enquadra-se no conceito de proximidade”. No fundo, conclui Miguel de Castro Neto, “o objectivo é criar cidades felizes”.

 

 

Análise de dados  e gestão de resíduos em destaque no evento

Para Miguel de Castro Neto, Sub-Director da NOVA IMS, “os dados são o petróleo do século XXI” e as “políticas de dados abertos são passíveis de serem partilhadas e utilizadas para o desenvolvimento de novos produtos ou serviços.” A conferência Urban Analytics, ao abrigo da Comissão Europeia, tratará disso mesmo.

No debate foram referidos exemplos de projectos que já foram implementados no âmbito da gestão de resíduos, como por exemplo, projectos de Viseu, que já utiliza um sistema de controlo de contentores e os motoristas dos camiões de recolha do lixo são auxiliados por uma plataforma que lhes diz quais os contentores que precisam urgentemente de serem descarregados: “Hoje o itinerário já não funciona por rotina mas sim por urgência”, diz o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques.

 

“Queremos fazer do Portugal Smart Cities Summit um projecto de dimensão internacional”2018-03-13T15:27:26+01:00
Go to Top